Reajuste salarial de servidores do município será de 3,75% em 2019

Reajuste salarial de servidores do município será de 3,75% em 2019
Nesta terça (29), a Diretoria do Sindsems se reuniu com o prefeito Ivo Gomes, o secretário de educação, Herbert Lima e o chefe de gabinete David Duarte, para tratar da campanha salarial de 2019.
O presidente do Sindsems, iniciou a conversa abordando a principal pauta da tarde, o reajuste salarial, passando a palavra para o secretário de finanças do sindicato, Oclécio Marçal, que explicou detalhadamente os números dados nos últimos 06 (seis) anos da gestão do município. O reajuste pedido pelo sindicato foi de 10,97%.
Depois de analisar todos os dados feito pelo secretário de finanças, o prefeito de Sobral decidiu dar o reajuste de 3,75% para os servidores municipais.
O Diretor de promoção de igualdade social, Erivélton Sousa, apresentou ao prefeito todas as demandas da Guarda Municipal, pediu também um reajuste de 19,70%, visto que o salário base da categoria é um dos menores do país, o prefeito falou que esse aumento irá sair, porém o valor não foi dito no momento.
Outro ponto importante foi o piso salarial dos agentes de saúde e endemias, Tadeu Arruda (presidente da Associação dos Agentes de Combates à endemias) e Gilcélio Paiva (vice presidente do Sindsems) seguiram com todas as reivindicações das classes. Tadeu Arruda pediu que a insalubridade dos agentes de endemias fosse equivalente ao piso salarial que eles recebem, o prefeito Ivo Gomes, ouviu atentamente todas as demandas, ressaltando que faria o possível para que essas reivindicações fossem atendidas. Gilcélio Paiva também defendeu sua categoria falando sobre a pendência do adicional para os agentes de saúde, o prefeito por sua vez falou que não sabia sobre esse bônus e que iria se informar o quanto antes secretaria de saúde. Os representantes de ACE e ACS solicitaram também ao prefeito que fosse encaminhado para a Câmara Municipal uma mensagem que a altera a Lei Municipal, para garantir o piso nacional, o gestor garantiu que o processo será agilizado o quanto antes.
A diretora da saúde do trabalhador e previdência social, Jane Mesquita, questionou ao prefeito e o chefe de gabinete sobre a convocação do concurso de edital 02/2018. David Duarte disse que a convocação deverá acontecer em fevereiro. Outro ponto questionado pela sindicalista foi a mudança de classe de sua categoria, analista de políticas públicas, mas o prefeito falou que no momento isso não aconteceria, já que ano passado os mesmos tiveram aumento salarial. A mesma questionou sobre a criação dos cargos de entrevistadores, digitadores, supervisores, arquivistas e atendentes do cadastro único, o prefeito assumiu o compromisso de entregar a mensagem à Câmara. Foi pedido também para ser elaborado um Plano de Progressão de Carreira para agentes administrativos e enfermeiros, e enviar para o legislativo uma Lei para a redução de horário para servidores (a) com filhos deficientes.
Os servidores Alex e Telma também estiveram presentes e pediram ao prefeito a solicitação da descompressão salarial de suas categorias, fiscais de meio ambiente, aproveitaram também a reunião para agradecer ao prefeito pelo Plano de Cargo e Carreira.
Gilvan Azevedo encerrou a reunião pedindo ao prefeito explicações sobre o Fundef, o mesmo falou que o pagamento está suspenso pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Ao final o reajuste pedido para o magistério foi concedido, sendo assim os professores ficarão com o reajuste de 6%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *